Resenha – Franz Kafka & Praga
por Patricia
em 18/03/14

Nota:

frazkafka_praga1

Tenho uma certa fascinação pelo Leste Europeu. Visitei Praga há alguns anos e nunca me encantei tanto com uma cidade, não só pela beleza mas pelo tanto de História que podemos ver em qualquer curva (as fotos desse post foram tiradas por mim). Não posso dizer que sou a maior fã de Kafka do mundo e, dentro os autores tchecos que conheço, diria que conheço mais da obra de Milan Kundera. Por enquanto. Mas fiquei interessada em ler sobre Kafka e sua cidade porque sei o quanto essa relação pode impactar um autor. E já que eu estava em um caso de amor com Praga, achei que valia o investimento.

40986_137419186299518_4588587_n

Harald Salfellner nos apresenta a cidade que Kafka conheceu: a Praga do começo do século XX – um período marcado por mudanças sociais profundas, guerras, preconceitos e muito desenvolvimento cultural. Até o ano em que Kafka nasceu – 1883, Praga era uma cidade majoritariamente germânica, com os alemães ocupando o lugar da elite cultural e financeira e os tchecos, o lugar secundário. Tanto que uma boa escola tinha aulas apenas em alemão.

Questão elitista de lado, foi esse ensino que abriu para Kafka as portas da literatura alemã, além de conhecimentos em filosofia, grego e latim.

Por essa enorme influência alemã, Praga passou maus bocados durante as duas grandes guerras. Tal qual a cidade, Kafka pareceu ficar por muitos anos dividido entre suas raízes tchecas e a influência alemã que estava em todo lugar.

40787_137419999632770_6907601_n

A lista de amigos de Kafka aos 20 e poucos anos faz a gente pensar muito sobre as pessoas que conhecemos agora: daqueles poucos amigos, alguns tornaram-se autores de sucesso (Max Brod sendo, talvez, o mais conhecido), outro virou historiador de arte, alguns lutaram pela causa sionista. Um grupinho divertido.  Ah sim, um jovem e desconhecido cientista chamado Albert Einstein também deu as caras em algumas das reuniões do grupo.

É impossível negar que o lugar em que o autor se encontra no momento em que escreve ou quando sua vida sofreu vários impactos pode influenciar o resultado de seu trabalho. Lugares verídicos tornam-se também locais onde personagens fictícios vivem; acontecimento históricos são pautas para acontecimentos não tão verídicos assim. Por exemplo: Kafka era um jurista e seu livro, O Processo, foi muito inspirado no que viu e viveu enquanto advogado.

40801_137420929632677_6683844_n

É isso que Salfellner nos mostra com seu livro – Kafka utilizou muito de Praga e sua vida na cidade em suas próprias histórias. Enquanto descreve os diversos lugares que Kafka frequentou, Salfellner também nos dá um gostinho de História: datas, fatos históricos e acontecimentos políticos que ocorreram ali. O livro é um bom misto de biografia e guia de viagem com uma pitada de História e arquitetura.  Ele é organizado pelos lugares que Kafka frequentou – “O itinerário de Kakfa em Praga” – de suas casa até a faculdade. Muitos ainda existem e podem ser visitados.

Enquanto descreve alguns lugares, o autor traz trechos de cartas e livros sobre ou do próprio Kafka que trata de algo importante que aconteceu ali e também fatos Históricos, principalmente, relacionados a Segunda Guerra Mundial (breve comentário: durante a Primeira Guerra Mundial, Kafka foi pró Alemanha).

Essa organização por lugares e não por ano, por exemplo, me fez pensar que o autor realmente queria nos mostrar o impacto de Praga em Kafka e não o contrário. Até porque, nos anos citados, Kafka ainda nem era reconhecido como um grande escritor. Tem um capítulo muito bom chamado Passear por Praga que é, de fato, um guia interessante para quem deseja visitar a cidade.

O livro tem também fotos de coisas diversas da época – de anúncios a jornais; além de fotos da família de Kafka e amigos em uma diagramação que facilita a leitura enquanto se aprecia essas fotos da época.

IMG_2431

No geral, a leitura flui muito bem ainda que possa empacar em alguns momentos (será que quero mesmo saber das notas escolares de Kafka?). Mesmo assim, é um livro que recomendo tanto para quem gosta do reconhecido autor, tanto para quem gostaria de viajar para essa cidade incrível. É uma viagem no tempo e no espaço cheia de referências literárias.

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – Franz Kafka & Praga”


 

Comentar