Tag: Lava Jato
por Poderoso
em 18/03/16

 

O blog de literatura Livrada lançou ontem uma lista/desafio em seu canal no youtube, nós aqui do Poderoso nos divertimos com a ideia e resolvemos entrar na zueira  também.

Segue nossas listinhas da #lavajato.

obs: bom humor, por favor.

Thiago:

1- Dilma – Um livro que é só decepção: O cobra – Frederic Forsyth Primeiro e único livro que li do autor. Esperava tanto, a premissa é boa mas não deu mesmo.

2- Lula – Um livro que você ganhou de um amigo: Rei Emir Saad: o monstruoso de Zazarov – André Dhamer. Um adorável presente de aniversário alguns anos atrás. Resenhado aqui.

3- Sérgio Moro – Um livro que te prendeu muito rápido: Deuses americanos – Neil Gaiman. Nunca nenhum livro me prendeu tanto assim. Leia, simplesmente leia. Resenhado aqui e aqui.

4- Panelaço – Um livro que todo mundo gosta mas que você não consegue gostar: Harry Potter – J. K Rowling. Não adianta, não gostei dos livros, mas dos filmes sim. Resenhado aqui.

5- Eduardo Cunha – Um livro sobre criminosos:  Bandidos – Eric Hobsbawm. Sou fã deste historiador, aqui ele trata do banditismo social. Vale muito a leitura. Resenhado aqui.

6- Foro Privilegiado – Um livro acima do bem e do mal por alguma razão: O hobbit – Tolkien. Por ser acima do bem e do mal não necessita de justificativa né? Resenhado aqui.

7- João Santana – Um livro ruim apesar de toda a propaganda: O alquimista – Paulo Coelho. Por mais que um mundo de pessoas goste e tenha um marketing gigante em cima do escritor, não gosto e pronto. Resenhado aqui.

8- Triplex dos Marinho – Um livro que não tem a atenção que merece: Escuta Zé ninguém – Whilhem Reich. Um autor e livro que nunca teve a atenção que merece, este livro pode nos ajudar a entender o momento atual brasileiro. Resenhado aqui.

9- Aécio Neves – Um livro escrito sob o efeito de drogas: Medo e delírio em Las Vegas – Hunter Thompson. Este livro é sobre o que Hunter Thompson fez com o dinheiro adiantado de uma reportagem que foi contratado pra fazer. Um relato maluco sobre uma viagem muito doida.

10- Delcídio do Amaral – Um livro que abriu caminho para outros livros: Assassinatos na rua Morgue – Conto de Edgar Allan Poe. Um conto de 1840 (ou algo próximo) que é o pai das histórias de detetive. Listado aqui.

11- Japonês da Federal – Um livro presente em vários momentos: Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry. Livro que sempre volta uma hora ou outra na vida de todo mundo.

12- Jair Bolsonaro – Um livro que se aproveitou do momento: Muito mais que 5 minutos – Kéfera. Nada contra a youtuber, entretanto uma biografia pra ser boa precisa de mais tempo pra ganhar conteúdo.

13- Condução Coercitiva – Um livro que você foi obrigado a ler: Dom Casmurro – Machado de Assis. Quem não foi obrigado a ler Machado de Assis na escola? Só consegui gostar depois de adulto.

***

Patricia

1- Dilma – Um livro que é só decepção: 1222 de Anne Holt. Nem me façam pensar nesse livro de novo. Resenha aqui.

2- Lula – Um livro que você ganhou de um amigo: Sejamos todos feministas que é um livreto bem lindinho sobre um tema que me interessa muito. Resenha aqui.

3- Sérgio Moro – Um livro que te prendeu muito rápido: A amiga genial – Elena Ferrante. Mesmo com um novo papel de estudante na vida, eu tirava cada segundo para ler a obra. Fantástico.

4- Panelaço – Um livro que todo mundo gosta mas que você não consegue gostar: O apanhador no campo de centeio. Achei super meh. O Bruno gostou e a resenha dele está aqui.

5- Eduardo Cunha – Um livro sobre criminosos:  O Poderoso Chefão. Clássico, fantástico, inspirou a criação deste bloguinho. E rendeu ainda uma saga cinematográfica incrível (bom, se desconsiderarmos o 3o filme).

6- Foro Privilegiado – Um livro acima do bem e do mal por alguma razão: Cem anos de solidão do Gabo. Sem mais.

7- João Santana – Um livro ruim apesar de toda a propaganda: Repito a ótima resposta do Thiago. O alquimista do Paulo Coelho não me ganha por nada desse mundo. Já teve capa bonita, gente falando bem, Madonna dizendo que ama. Não consigo. Resenhado aqui.

8- Triplex dos Marinho – Um livro que não tem a atenção que merece: Thank you for smoking de Christopher Buckley. Tem filme mas não tem edição em português (pelo menos não uma decente). Vale cada minuto de leitura enfurnado no sarcasmo da vida de um lobista da indústria do tabaco. Resenha aqui. 

9- Aécio Neves – Um livro escrito sob o efeito de drogas: Eu sou o Ozzy. Porque claro que sim.

10- Delcídio do Amaral – Um livro que abriu caminho para outros livros: Pessoalmente, foi Agatha Christie com Morte na Praia. Depois desse livro, entrei em um frenesi de literatura policial e passei 1 ano lendo só Christie.

11- Japonês da Federal – Um livro presente em vários momentos: Orgulho e Preconceito da Jane Austen. Diva está sempre presente.

12- Jair Bolsonaro – Um livro que se aproveitou do momento: Gostei da resposta do Thiago sobre livros de vlogueiros que não falam de livros, mas lançam livros falando de coisas aleatórias. Vale o mesmo para jornalistas aproveitando a onda anti-governo para promover livros. Mas eu vou escolher Vá, coloque um vigia que é uma obra que veio na esteira do sucesso de O sol é para todos e foi lançado mesmo contra a vontade da autora. Aproveitaram o relançamento no aniversário de 50 anos de O sol e já mandaram a sequência como quem não quer nada.

13- Condução Coercitiva – Um livro que você foi obrigado a ler: Ah, Machado é uma boa opção. Apesar de que gostei muito quando li Brás Cubas pela primeira vez. Na faculdade rolou muita filosofia que, confesso, demorei para engrenar. Platão não foi muito meu amigo por um bom tempo.

Postado em: Sem categoria

Nenhum comentário em “Tag: Lava Jato”


 

Comentar