Semana De Cinema – Festa No Céu
por Ragner
em 23/02/15

Nota:

download (2)

 

Eita animação gracinha, hiper mega colorida (e aqui pensei que eu não gostaria, mas me enganei) e que tem uma lição linda sobre a vida. Somos muito bem esclarecidos de que animações, em sua grande maioria, seja por fábulas, parábolas ou histórias de outros mundos, podem nos ensinar muito, sempre uma moral é discutida, bons exemplos são debatidos e até questões de ética, caráter e coragem são bem exploradas.

Festa Do Céu, ou O Livro Da Vida (no original), é um exemplar que trabalha muito bem tudo isso e ainda, agradavelmente, é desenhado como se fosse exatamente direcionado para ilustrar um conto, como se a história não passagem simplesmente de um mito que tem muito a ensinar. Claro, a animação é sobre um livro que conta a história de personagens que celebram o folclore mexicano e o dia dos mortos recebe uma linda homenagem.

Tal folclore é discursado como conto para algumas crianças que estão fazendo uma visita a um museu e que a guia vê uma situação ideal de narrar. As crianças parecem fazer parte do grupo das mais espevitadas e a guia sabe exatamente como deixa-las curiosas e a vontade com a história a ser contada.

A guia leva as crianças até um altar que guarda um livro, o livro da vida, onde todas as histórias do mundo estão escritas e ela vai direto na página da melhor história, em um dia especial, um dia “onde os espíritos atravessam os mundos e tudo pode acontecer“. Nessa história dois grandes amigos, desde criança, se apaixonam pela mesma garota. Manolo e Joaquim são homens que quando crianças foram escolhidos por Catrina/La Muerte – que governa a Terra dos Lembrados e Xibalba – que governa a Terra dos Esquecidos, para desposar Maria. Manolo recebe as bençãos de Catrina e Joaquim as de Xibalba. Mas o senhor dos esquecidos tem um plano e não pretende perder a aposta.

 

cena-de-festa-no-ceu-1413384253047_956x500

 

Claro que a história tem que mostrar o lado de cada um, as qualidades e defeitos, o processo de escolha da mocinha, mas Festa Do Céu consegue ir além. A mocinha luta Kung Fu e maneja muito bem uma espada, é politizada e sabe muito bem dizer não, já pelo lado dos mocinhos, um é heróico e latinamente adorado pela destreza e pelo bigode, enquanto o outro, além de também heróico, é um toureiro que prefere tocar seu violão do que matar animais bravios.

Uma viagem entre mundos dos mortos e terra dos vivos constrói o enredo apaixonante da animação, que nos faz pensar sobre a busca pelo bem maior, pelo entendimento de si mesmo e a superação dos desafios que nos é imposto. Claro, também tem a conquista do amor, que aqui é tipo uma reação coadjuvante, pois todo o processo é muito mais importante e enriquecedor do que a simples desfecho que já nos é indicado desde o começo.

Postado em: Semana de Cinema
Tags:

Nenhum comentário em “Semana De Cinema – Festa No Céu”


 

Comentar