Semana De Cinema – Menina De Ouro
por Ragner
em 20/12/14

Nota:

menina-de-ouro

 

Boxe é um esporte que me interessa desde pequeno. Já fiz Jiu Jitsu quando criança, Karatê quando adolescente, Muay Thai quando jovem, mas tudo isso não segui adiante. Sempre amei artes marciais, durante minha vida estive ligado, direta ou indiretamente, praticando poucos anos alguns, meses outros, e agora, já adulto, tenho praticado Boxe. O esporte que deixava eu e meu pai acordados até de madrugada para assistir o Mike Tyson destruir o oponente ainda no primeiro round, ou assistir o Popó ser um guerreiro em poucos rounds também. Filmes do Rocky Balboa também sempre estiveram entre minhas locações frenéticas quando o Vídeo-Cassete imperava, e também em tempos de DVD (tenho o box com os seis filmes). Mesmo hoje em dia em que o MMA comanda, eu ainda mantenho meu amor ao Boxe e desejo usufruir anos e anos da prática que se inicia agora.

Nesse final de ano, meu último filme resenhado em 2014, mês e ano em que fiz minha primeira luta amadora (estou no gás para fazer mais), decidi fechar com Menina De Ouro (melhor do que “fechar com ‘chave de ouro’). Filme dirigido e coestrelado por Clint Eastwood. Um camarada que sabe fazer um excelente filme, seja dirigindo ou atuando e ainda representa a essência mór da dignidade macho alfa (não, não estou sendo machista, nem de longe). Clint é um cara fantástico e mesmo em seus filmes, onde está em cena, fica meio evidente papeis parecidos e é escancarado o nível alto de tudo que ele faz. Já resenhamos Gran Torino e Jersey Boys, um melhor avaliado do que o outro, mas garanto que Menina De Ouro está entre seus melhores filmes e no topo dos que gosto muito.

Nele temos Hilary Swank interpretando Maggie Fitzgerald, uma garçonete que deseja a todo o custo, aprender a boxear. Temos também Clint Eastwood no papel do velho ranzinza solitário Frankie Dunn, dono de uma academia de boxe, que passa seus anos afastado de sua filha e tem um único amigo, Eddie Scrap (Morgan Freeman), ex pugilista que agora toma conta do ginásio de Frankie. O filme tem mesmo mais a ver com os 3 personagens. Muitos outros aparecem, outros são envolvidos, desde o padre que sempre questiona Frankie sobre sua relação com sua filha e a família de Maggie que sempre reclama de tudo que ela faça e que se queixa de que ela não se casou e não constituiu família. A história dos 3 vai sendo contada durante o filme e mesmo que Frankie e Scrap sejam coadjuvantes, são tão importantes quanto Maggie. Ainda mais no final, pela questão da escolha e como precisamos lidar com ela.

 

milliondollarbabymocuishle Mo Cuishle

Maggie tem um talento natural para boxear e depois de provar que pode aprender e se dedicar ao boxe, ela vai vencendo lutas, atropelando qualquer oponente e sua inocência embeleza mais ainda o sentido de vitória, Scrap foi quem inicialmente a incentivou a lutar pelo sonho e depois que Frankie aceita treina-la, o topo parecia apenas questão de tempo, mas a vida, o interesse dos outros e o lado sujo da luta vão aparecendo cada vez mais, com a família de Maggie querendo se aproveitar do seu sucesso e outras lutadoras que não aceitam o êxito de alguém com tamanha capacidade.

O filme é todo uma luta para alcançar sonhos, combater uma vida que se impõe de maneira destruidora, seguir em frente quando tudo parece impedir a felicidade, força, vontade, garra, desejo e aquela emoção que só aumenta quando vamos conquistando o que queremos e fazemos por merecer. Menina De Ouro é lindo, emocionante, triste, inspirador e merecedor dos Oscars que venceu. Não é um filme novo, então galera já deve conhecer o final e digamos que foi um dos finais mais surpreendentes e discutidos que conheço. Pena que alguns ao invés de se emocionar, preferiram discutir o quanto era errado a ação de Frankie, que naquele momento era a família e tudo o mais que Maggie tinha…

 

Postado em: Semana de Cinema
Tags:

1 Comentário em “Semana De Cinema – Menina De Ouro”


Avatar
Natalia Souza em 28.11.2017 às 16:37 Responder

Filmes de lutador nunca saem do estilo. ❤️ Adoro as histórias sobre lutadores! Este tema é um clássico do cinema. Recentemente eu li sobre o filme “Mãos de Pedra” e parece muito interessante e divertido. Eu quero vê-la porque tem bons atores. Além disso, a direção é excelente! ¡Você não ficará desapontado!


 

Comentar