Semana De Cinema – Peter Pan
por Ragner
em 28/10/15

Nota:

Peter Pan filme

 

Síndrome de Peter Pan é, sinceramente, algo que até gosto de “sofrer” e posso dizer com bastante prazer que resenho hoje um filme que agradei bastante de ter assistido. Fui com minha sobrinha, determinado a passar uma tarde agradável com ela e apresenta-la uma versão completamente nova e diferente da que conhecemos. Ela também queria muito assistir ao filme e gosta bastante do desenho. Fato é que, acredito, fiquei mais empolgado e gostei mais do que ela. Sai da sala de projeção sorrindo e com vontade de assistir novamente.

Peter Pan é uma obra que transcende o universo infantil. Assim como O Pequeno Príncipe e Alice Nos País Das Maravilhas (existem sim várias outras obras que desempenham o mesmo papel, mas deixo aqui registrado o nome de somente mais essas duas), todas atingem em cheio a imaginário infanto-juvenil, mas conseguem discutir e dialogar com os medos, inseguranças, culturas, certezas e construção adulta tranquilamente. Os protagonistas são crianças, porém o que importa em todas elas, são as consequências dos atos e suas escolhas, que sugerem maturidade que poucas meninas e meninos conseguem interpretar ou vivenciar.

 

 

Esse novo filme sobre uma história tão antiga, trabalha o surgimento do menino que não cresce e muito menos envelhece. Peter é uma criança abandonada pela mãe em um orfanato, que passa maus bocados nas mãos de uma irmã bem megera, depois é raptado e levado até uma terra que nunca imaginou existir. Um lugar reinado por piratas, onde fadas são caçadas e crianças trabalham como escravas. Peter é um rebelde por natureza e depois de passar por apuros, descobre que sua natureza pertence mais àquele lugar do que ele poderia sonhar.

Barba Negra é o pirata mandante que reina soberano na Terra do Nunca e ao descobrir que uma criança pode realmente representar a personificação de uma lenda capaz de destrona-lo, resolve destruí-lo. Mas Peter não está sozinho e ganha uma ajuda mais do que fantástica. Um jovem James Hook, que também trabalha como escravo, se junta a Peter, na tentativa de recuperar seu navio e se mandar da Terra do Nunca. Hook é um dos poucos adultos na ilha, que ainda não passou para o ‘lado negro da força’ e é um camarada interessantemente leal aos seus companheiros.

Ao conseguirem escapar das mãos do Barba Negra e chegar à floresta onde vivem os nativos, Hook e Peter aprendem mais sobre a tal lenda e sobre o passado daquele capaz de libertar todas as crianças perdidas. Peter decobre que é Pan, mas ainda não acredita que seja capaz de tudo que lhe é contado.

O filme é delicioso de se assistir. Tanto personagens como atores, dão vida a uma lenda que há décadas povoa o imaginário de crianças e adultos. Peter Pan inicia fantasticamente a história da Terra do Nunca e de todos aqueles que acreditam no impossível e na criança que pode voar.

 

 

Postado em: Resenhas
Tags:

Nenhum comentário em “Semana De Cinema – Peter Pan”


 

Comentar