Semana De Cinema – Segunda Trilogia Star Wars
por Bruno Lisboa
em 29/12/15

Nota:

114270551_1GG

A primeira parte da trilogia Star Wars fora um grande sucesso e mudou toda a lógica do cinema mundial, pois arrebatou não só toda uma geração de cinéfilos como também mudou o mercado cinematográfico, antes dominado por filmes de baixo orçamento e autorais (para entender esse período é recomendável a leitura de Como a geração sexo droga e rock and roll mudou hollywood de Pete Biskind).

Porém, toda a geração de entusiastas da saga teve que esperar por 16 anos para que George Lucas retomasse as rédeas do projeto e desse luz a segunda trilogia. Neste ínterim Lucas desenvolveu o roteiro como também aguardou o avanço da tecnologia em efeitos visuais para poder realizar os três capítulos subsequentes da maneira como desejava. E somente no final do século passado, com a  avanço da tecnologia CGI, o diretor se sentiu mobilizado a dar cabo a sérieTamanha espera valeu a pena. Visualmente delirante, os episódios I, II e III impactam os espectadores tamanha a qualidade imprensa em planos abertos e cenários detalhados minuciosamente.

Já o roteiro, escrito pelo diretor em parceria com Jonathan Halen no 2º episódio, aposta num retorno as origens. Se os episódios IV, V e VI focam na história de Luke Skywalker, Leia, Han Solo e asseclas na luta contra o Império de Darth Vader, na segunda trilogia o enredo volta no tempo para ilustrar como se deu o início do contexto representado nos três primeiros longas.

A narrativa desenvolvida nos três filmes (sem spoilers aqui!) tem como foco a trajetória de Anakin Skywalker, partindo desde a sua infância pobre como escravo, a descoberta de seu potencial, sua transformação como cavaleiro (graças aos ensinamentos dos mestres Obi-Wan Kenobi e Yoda), sua paixão secreta pela senadora Padmé e sua rendição ao lado escuro da força, devido a influência maléfica de Darth Sidious. No entremeio a história do anti-herói, há o caos político instaurado pela luta entre bem e mal perpetuada entre a república e os separatistas e cabe aos cavaleiros Jedis resolverem o embate.

No campo das atuações brilham as presenças de Hayden Christensen (Anakin Skywalker), Ewan McGregor (Obi-Wan) e Natalie Portman (Padmé) que transmitem segurança e veracidade em suas atuações.

Por mais que muitos descreditem a segunda trilogia, em sua maioria alegando a falta de qualidade em termos de enredo e a ausência de humor, os episódios I, II e III cumprem o papel fundamental que é representar em sua totalidade a saga do herói.

Há falhas? Sim. Talvez as mais gritantes sejam a falta de um personagem carismático como Han Solo e tentativa de suprir essa lacuna com o sofrível personagem Jar Jar Binks, mas isso não impede que espectador desfrute desta fascinante saga que segue conquistando gerações de admiradores até hoje.

Postado em: Semana de Cinema
Tags:

Nenhum comentário em “Semana De Cinema – Segunda Trilogia Star Wars”


 

Comentar