Arquivo da tag 'Companhia das Letras'



Resenha – Carta a D.
por Juliana Costa Cunha
em 25/02/19

Nota: Eu ganhei este livro de presente da querida Wal Bittencourt que tem dois IGs lindos que valem o olhar carinhoso de vocês – o Escrevências Inventosas e o Amor Pela Literatura. Antes já tinha lido sobre o livro em diversos canais literários e, confesso, tinha algum receio pela unanimidade sobre este livro ser lindo e maravilhoso.
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – O novo iluminismo
por Bruno Lisboa
em 28/12/18

Nota: É possível ser otimista nos dias atuais? A resposta pode parecer óbvia. Ainda mais se observamos os noticiários ao nosso redor que, diariamente, persistem em trazer o que há de mal ocorrendo ao nosso redor e de forma, aparentemente, irrefreável. Mas e se alguém tentasse te dizer o contrário, que estamos por viver nossos
Postado em: Resenhas
Tags: ,

Resenha – Sobrevivendo no inferno
por Bruno Lisboa
em 26/12/18

Nota: A década de 90, para a música nacional, é geralmente lembrada por ser o período em que a mistura de gêneros atingiu o seu ápice. São desta época, por exemplo, discos essenciais como Usuário (Planet Hemp), Calango (Skank) e Afrociberdelia (Chico Science) que cada um a sua maneira souberam levar o rock nacional à novos patamares. Mas
Postado em: Resenhas
Tags: , , ,

Resenha – Amada
por Bruno Lisboa
em 24/12/18

Nota: Descrever o que Toni Morrison representa para a literatura é exercício do mais complexo. Afinal ela é dona de uma história de vida incrível. Multifacetada, tem em seu currículo um autêntico “acumulo de funções”, pois além de escritora (especializada em romances e ensaios) Toni atua como editora e professora universitária. Tamanha destreza na área
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – 4321
por Patricia
em 21/12/18

Nota: Paul Auster é um nome já reconhecido no meio literário. Sua “Trilogia de Nova York” já me foi recomendada incontáveis vezes. Apesar de ter comprado um exemplar, decidi começar minha aventura pelos escritos do autor com sua mais recente, e ambiciosa, obra: “4321”.  De fato, a palavra “ambiciosa” foi usada diversas vezes para descrever
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Terra Estranha
por Juliana Costa Cunha
em 20/12/18

Nota: Eu já posso dizer com muita tranquilidade que James Baldwin foi minha descoberta como autor em 2018. A autora foi a Aline Bei com seu incrível “O Peso do Pássaro Morto“. Aqui no Poderoso já resenhei “Quarto de Giovanni“, também do Baldwin, que me deixou igualmente encantada com sua escrita. Uma linguagem de fácil compreensão
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Coração Azedo
por Patricia
em 19/12/18

Nota: Imigração é um tema recorrente na literatura, mas nunca esteve tão em discussão do que nos últimos dois anos. Com o aumento de governos e bravatas nacionalistas pelo mundo, tem-se elevado o tom contra imigrantes de diversas nacionalidades. Hoje, nos Estados Unidos, os vilões da vez são os latinos. Na década de 80, a
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Hilda Hilst – Da Prosa
por Juliana Costa Cunha
em 18/12/18

Nota: Quando comecei a ler a prosa de Hilda tive várias ideias para fazer esta resenha. Pensei: “vou escrever uma resenha para cada volume”. Depois, sendo mais ousada pensei: “vou escrever uma resenha para cada livro deste box”. Depois, ainda, pensei: “farei duas resenhas. uma para cada volume e nelas faço um resumo de cada
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – O quarto de Giovanni
por Juliana Costa Cunha
em 14/12/18

Nota: O Quarto de Giovanni foi publicado em 1956 nos Estados Unidos, após um longo período sendo rechaçado pela editora com a qual James Baldwin, o autor, tinha contrato. O argumento era que o livro em questão fugia muito das questões raciais, sobre a qual Baldwin, sendo ele um escritor negro, havia se dedicado anteriormente.
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Deus ajude essa criança
por Patricia
em 05/12/18

Nota: Minha primeira experiência com Toni Morrison – vencedora do Nobel de literatura – foi com a obra “Voltar para casa” – já resenhada aqui no Poderoso. Não foi uma iniciação das mais alegres, mas decidi tentar mais uma vez, afinal a autora é bem-quista e bem recomendada. Portanto, “Deus ajude essa criança” foi essa
Postado em: Resenhas
Tags: , ,