Arquivo da tag 'Penalux'



Resenha – Samsara ou noturno em dó menor
por Juliana Costa Cunha
em 26/08/20

Nota: “ – sabe por que?” – é todo dia desde que o mundo é mundo que é assim e não do sonho que viver não tem nada de sonho não tem mesmo mais é de pesadelo desses que a gente acredita até o fim que é verdade e quando acorda é mesmo que não
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Sobre deitar no tempo e esquecer do chão
por Juliana Costa Cunha
em 15/07/20

Nota: Ausência de saudadeRetornei com um estranhamento⁣a mesma estrada dos mais de mil dias,⁣nela me perseguiam um não ser⁣que, redundante, se casava com um não ter.⁣Um não ter mais laços com um céu azul⁣por mais que a embriaguez me levasse a crer,⁣um não ser mais parte daquele calor,⁣que me roubou o sono na noite anterior,⁣o
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – No útero de Paulo, o embrião não nascerá
por Juliana Costa Cunha
em 25/05/20

Nota: Tenho certeza que você leitora ou leitor já foi fisgada/o por uma capa de livro ou por seu título. Duvido que isso não tenha acontecido com você pelo menos uma vez. Comigo acontece sempre. As duas coisas. Não poderia ser diferente com este livro, não é mesmo? O que esperar de um livro com
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Horses
por Juliana Costa Cunha
em 16/03/20

Nota: Horses é o livro de estreia de Agnaldo de Assis Nascimento e seu título é uma homenagem a Patti Smith e sua música de mesmo nome. Agnaldo também é vocalista e guitarrista da banda Versus Mare. Portanto, o universo musical está na vida do autor, assim como a vida do autor está neste universo.
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – A grande morte do Conselheiro Esterházy
por Juliana Costa Cunha
em 20/01/20

Nota: O Conselheiro Esterházy passa 272 dias para morrer. Durante estes 272 dias de sua morte, seu mordomo, que passou sua vida inteira ao lado do Conselheiros Esterházy nos conta sua história de solidão e servidão. Ainda criança, o mordomo, narrador desta história, foi conduzido por outro mordomo, já bem velho, até o quarto do
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Palafitas
por Juliana Costa Cunha
em 23/09/19

Nota: Luiza é maranhense e em sua poesia deixa evidente a forte ligação com suas raízes. Infância, cidade onde morou, família, dificuldades do dia a dia, moradia, luta. Sua poesia remete ao cotidiano difícil de sua trajetória até se formar em contabilidade e ir morar em Teresina – Piauí. É uma poesia que traz a
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – A depressão tem sete andares e um elevador
por Juliana Costa Cunha
em 09/09/19

Nota: Um livro escrito na vertical. Diagramação e desenhos (feitos pela própria autora) pensados também na vertical, para que ao lermos, tenhamos a sensação da subida e da descida do elevador. A depressão tem sete andares e um elevador. Cabem dez de mim na plataforma. Doze, se nos espremermos, mas não é preciso. Aqui há
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Corações ruidosos em queda livre
por Juliana Costa Cunha
em 15/07/19

Nota: Alex Sens é autor do livros O frágil toque dos mutilados, lançado pela Editora Autêntica em 2015 e lançou recentemente a continuação dele sob o título de A silenciosa inclinação das águas, pela mesma editora. Já deu pra perceber que ele gosta de títulos poéticos, né? Eu não li (ainda) o primeiro livro dele.
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Ao tempo poemas
por Juliana Costa Cunha
em 24/06/19

Nota: “Eu andei triste, mas o tempo me fez cores” É com esta assertiva que a paulistana e estreante na literatura Cristina Macena conclui seu livro de poemas Ao tempo Poemas, lançado pela Penalux. Cristina é poeta, professora de filosofia e uma alma inquieta que está sempre criando algo. Já transitou pelo teatro e pelo
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – A memória é um peixe fora d’água
por Juliana Costa Cunha
em 19/06/19

Nota: A memória é um peixe fora d’água me pegou de surpresa e de jeito. Patrícia Porto, autora deste livro de contos, lançado pela Penalux, nos traz textos memorialistas, sentidos e muito reais. A autora tem outros livros publicados no campo da poesia. Inclusive o Cabeça de Antígona, lançado pela Editora Reformatório. Uma editora que
Postado em: Resenhas
Tags: , ,