Arquivo da tag 'Poesia'



Resenha – Jóquei
por Juliana Costa Cunha
em 08/07/20

Nota: Matilde Campilho nasceu em Lisboa (82) e morou no Rio de Janeiro entre 2010 e 2013. E isso diz muito deste livro. Acho que posso dizer que este é um livro luso-brasileiro,escrito nesse trânsito entre os dois países e numa mistura não só do português de cá e o de lá, mas também rompendo
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Chamamento ao povo brasileiro
por Bruno Lisboa
em 15/04/20

Nota: Quem tem medo de Carlos Marighella? Esta pergunta tem ressoado no imaginário de muitos brasileiros e há muito tempo. Porém nos últimos anos a história deste herói brasileiro (ou vilão para alguns) , que lutou bravamente contra a ditadura militar, voltou à tona devido a censura direcionada a cinebiografia do mesmo, dirigida por Wagner
Postado em: Resenhas
Tags: , , , , ,

Resenha – Palafitas
por Juliana Costa Cunha
em 23/09/19

Nota: Luiza é maranhense e em sua poesia deixa evidente a forte ligação com suas raízes. Infância, cidade onde morou, família, dificuldades do dia a dia, moradia, luta. Sua poesia remete ao cotidiano difícil de sua trajetória até se formar em contabilidade e ir morar em Teresina – Piauí. É uma poesia que traz a
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – A depressão tem sete andares e um elevador
por Juliana Costa Cunha
em 09/09/19

Nota: Um livro escrito na vertical. Diagramação e desenhos (feitos pela própria autora) pensados também na vertical, para que ao lermos, tenhamos a sensação da subida e da descida do elevador. A depressão tem sete andares e um elevador. Cabem dez de mim na plataforma. Doze, se nos espremermos, mas não é preciso. Aqui há
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Nicanor Parra: Só para maiores de cem anos
por Juliana Costa Cunha
em 12/08/19

Nota: Na epígrafe do livro Roberto Bolaño nos adverte “Quem for valente, que siga Parra”. O próprio Parra, mais à frente diz isso em sua poesia. Portanto, não é uma poesia que vai te deixar tranquila/o. Não é uma poesia que vai seguir o primor da métrica e da rima. Muito pelo contrário. Ou vai.
Postado em: Resenhas
Tags: , , ,

Resenha – Na vertigem do dia
por Juliana Costa Cunha
em 29/07/19

Nota: Na Vertigem do Dia, publicado originalmente em 1980, é um volume que se segue ao grandioso Poema Sujo. Nele é possível perceber a reafirmação de sua escrita e também possíveis estudos sobre forma e temas que posteriormente encontramos na poesia de Ferreira Gullar. A vertigem, o atropelo do cotidiano, a metrópole e seu ritmo,
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Torquato Neto – Essencial
por Juliana Costa Cunha
em 10/07/19

Nota: Torquato Neto foi, em seus 28 anos de vida, um irrequieto. Uma daquelas mentes que não param de funcionar e, por isso mesmo, produz muito. Mas também sofre bastante. Um motor ligado 24h ao dia. Nasceu em Teresina – Piauí para ser uma das vozes mais marcantes da musica popular brasileira. Mais especificamente do
Postado em: Resenhas
Tags: , , ,

Resenha – Ao tempo poemas
por Juliana Costa Cunha
em 24/06/19

Nota: “Eu andei triste, mas o tempo me fez cores” É com esta assertiva que a paulistana e estreante na literatura Cristina Macena conclui seu livro de poemas Ao tempo Poemas, lançado pela Penalux. Cristina é poeta, professora de filosofia e uma alma inquieta que está sempre criando algo. Já transitou pelo teatro e pelo
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Bigornas
por Juliana Costa Cunha
em 22/04/19

Nota: Bigorna sendo princípio e fim escrevo porque não há deus ou homem que seja como deus pra mim Yasmin Nigri chegou às minhas mãos através de um empréstimo literário feito pelo Caio Lima do Rede de intrigas. A escritora carioca, nasceu em 1990. É poeta, artista visual (tem canal no youtube desde 2017), ensaísta
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – O parto
por Juliana Costa Cunha
em 01/04/19

Nota: Jordano Souza é natural de São Gotardo – MG , em 1989. Tem sua poesia embasada no cotidiano e neste livro O Parto, faz uso dessa metáfora para expiar a dor da vida. Busca encontrar sua identidade ao mesmo tempo que rememora sua infância. “Parto e poesia alegrias que não excluem a dor” Mais
Postado em: Resenhas
Tags: , ,