Arquivo da tag 'Romance'



Resenha – Aldeia dos mortos
por Juliana Costa Cunha
em 10/06/20

Nota: Aldeia dos mortos, da escritora Adriana Vieira Lomar, foi lançado em 2020 pela Editora Patuá. Adriana é Carioca, mas tem família no estado de Alagoas, no nordeste brasileiro e, por isso, a história tem um pezinho nos causos nordestinos, referências ao poeta Manoel Bandeira e também a Lampião. A Aldeia onde se passa a
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Revisitando – Os testamentos
por Bruno Lisboa
em 03/06/20

Nota: Margaret Atwood já apareceu aqui no Poderoso e a admiração pelo Conto da Aia já foi demonstrada por aqui. E não é para menos: tanto a obra quanto a sua adaptação em formato série são dignas de aplauso, em especial pela temática corajosa ao abordar, de forma ficcional, o totalitarismo teocrático governamental, suas ramificações
Postado em: Resenhas, Revisitando
Tags: , ,

Resenha – No útero de Paulo, o embrião não nascerá
por Juliana Costa Cunha
em 25/05/20

Nota: Tenho certeza que você leitora ou leitor já foi fisgada/o por uma capa de livro ou por seu título. Duvido que isso não tenha acontecido com você pelo menos uma vez. Comigo acontece sempre. As duas coisas. Não poderia ser diferente com este livro, não é mesmo? O que esperar de um livro com
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Muito além do corpo
por Juliana Costa Cunha
em 08/04/20

Nota: Luzilá, pesquisa a história das mulheres no século 19. É professora da UFPE e minha conterrânea. Seus estudos na perspectiva de gênero, entre outras questões, se baseiam na liberdade. E, para ela, o amor é liberdade. Muito além do corpo foi publicado em 87. É narrado por uma mulher (suas obras são sempre narradas
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Horses
por Juliana Costa Cunha
em 16/03/20

Nota: Horses é o livro de estreia de Agnaldo de Assis Nascimento e seu título é uma homenagem a Patti Smith e sua música de mesmo nome. Agnaldo também é vocalista e guitarrista da banda Versus Mare. Portanto, o universo musical está na vida do autor, assim como a vida do autor está neste universo.
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Jack o estripador: Rastro de sangue
por Ragner
em 11/03/20

Nota: A arte (com a literatura, música, cinema) já trabalhou, de diversas maneiras, a figura do notório assassino em série que assombrou a Londres vitoriana do ano de 1888. Jack, o estripador, ganhou o universo ficcional e povoa o gênero de terror há mais de um século. Sua figura passeia entre a ficção e a
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – A silenciosa inclinação das águas
por Juliana Costa Cunha
em 03/02/20

Nota: Segundo volume (que é dividido em dois livros) da trilogia proposta por Alex Sens, A silenciosa inclinação das águas, traz uma narrativa mais situada geograficamente. Aqui, as personagens estão vivendo suas dores e delícias entre o Brasil e a Noruega. Magnólia… que saudade que eu estava dessa personagem irritante. Na primeira parte do livro,
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – A grande morte do Conselheiro Esterházy
por Juliana Costa Cunha
em 20/01/20

Nota: O Conselheiro Esterházy passa 272 dias para morrer. Durante estes 272 dias de sua morte, seu mordomo, que passou sua vida inteira ao lado do Conselheiros Esterházy nos conta sua história de solidão e servidão. Ainda criança, o mordomo, narrador desta história, foi conduzido por outro mordomo, já bem velho, até o quarto do
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – O jogo da amarelinha
por Juliana Costa Cunha
em 06/01/20

Nota: Cortázar, aos 23 anos, fugindo da ditadura na Argentina, foi morar em Paris e lá permaneceu até a sua morte. Horácio Oliveira, argentino e personagem principal do O jogo da amarelinha também foi morar em Paris. Por isso, e por outras passagens inseridas na narrativa, este é um livro com fortes traços autobiográficos, segundo
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Butcher’s Crossing
por Juliana Costa Cunha
em 25/11/19

Nota: Um jovem chamado Will Andrews acaba de se formar em Harvard, mas se sente vazio. Ele tem 23 anos, mora na casa dos pais, tem uma vida de muitas mordomias e privilégios. Mora em Boston nos idos dos anos 1870, mas sente incompleto. Acha que sua vida não tem um propósito e sente que
Postado em: Resenhas
Tags: , ,