Terça De Quadrinhos – A Odisseia
por Ragner
em 02/10/12

Nota:

Eis uma história que permeia mitologia grega, alegorias de aventura e a defesa de um amor para toda a vida. Acredito que seja uma das maiores e conhecida história já contadas, divulgadas e trabalhadas pelo mundo inteiro (pelo menos no Ocidente). Literatura, Teatro, Cinema já adaptaram as desventuras de Ulisses e seus homens, dessa vez podemos acompanhar a trama atrás da 9ª arte.

Assim como no enredo criado por Homero, acompanhamos a viagem que Ulisses emprega para retornar a tua querida Ítaca e amada esposa Penélope que o espera junta ao filho. Dez anos durou a guerra de Troia e mais dez tal empreitada, e durante esse tempo, nosso herói passou por momentos de total provação física e psicológica.

A trama contada por Homero está fielmente explicada na HQ: Os homens de Ulisses que ficam “perdidos” sem lembranças em uma ilha após comer lótus; o cativeiro em uma ilha de Ciclopes e a luta para fugirem; as transformações em animais que acometeu sua tripulação na ilha de Circe (uma feiticeira); a passagem pela ilha das Sereias; o confronto contra Poseidon e depois o tempo em que ficou junto a Calipso para depois retornar de vez à sua terra. Durante esse anos, Ulisses teve o amparo ou desamparo dos deuses.

Ao chegar em Ítaca, Ulisses se depara com ex companheiros que desejam seu lugar e sua mulher, mesmo que para isso tenham que matar seu filho, que já é homem feito. Penélope faz o que pode para se manter fiel e casta, durante 20 anos vai rechaçando pretendentes e se esquivando como pode (iria desposar novamente quando acabasse de tecer um manto, mas tecia de manhã e destecia a noite). Como os anos se passaram e com Telêmaco (o filho) já adulto, ela foi obrigada a aceitar um novo marido. Uma prova de tiro com arco foi acertada, o vencedor a teria aos braços. Vários candidatos não conseguiam nem mesmo preparar o arco e então Ulisses, vestido como mendigo aparece, vence a disputa e depois, junto ao filho e à deusa Atenas mata todos os inimigos, reconquistando teu lar e sua vida.

O trabalho do ilustrador Jorge Gonzáles é interessante. Mescla o que parece ser um rabiscado simples com uma certa elaboração conceitual. Podemos vislumbrar uma técnica em que o desenhista se utiliza de contornos definidos e finalizados mesmo quando o rascunho ainda está presente, sem ser descartado. Os desenhos misturam a utilização de giz e lápis (creio que seja mesmo). Tal HQ serve como alternativa para aqueles que julgam enorme a narrativa de Homero, recomendo como opção válida. Claro que não traduz ou transmite toda a atmosfera e conteúdo do original, mas vale como referencia do que Homero escreveu.

Postado em: Quadrinhos
Tags: , , ,

Nenhum comentário em “Terça De Quadrinhos – A Odisseia”


 

Comentar