Terça De Quadrinhos – Magneto: Testamento
por Ragner
em 04/12/12

Nota:

Conhecedores do universo X-Men ou mesmo Marvel (como um todo), deve conhecer a história de Magneto, o grande vilão que atualmente parece estar atuando ao lado dos bonzinhos. Durante as aventuras que são contadas nos quadrinhos dos mutantes, sabemos que seu poder é de controlar metais e manipular campos magnéticos (um dos poderes mais fortes que existe), sabemos que sofreu durante o holocausto e que tem um ódio mortal pela raça humana que menospreza os mutantes. Magneto se julga pertencer à uma raça superior, que merece ser vislumbrada como uma evolução e não como uma doença. Mas conhecemos seus motivos e verdadeira razão para ser como é?

Magneto, cada vez mais, nutri um sentimento de rancor pelos “normais” e isso tem começo em sua adolescência, quando ainda era um garoto judeu que vai percebendo o surgimento e crescimento de um sistema político autoritário, anti-semita, racista. preconceituoso, que julga à todos, sem aviso prévio ou questões argumentativas. Condenado à um campo de concentração nazista e presencia o horror e pavor da guerra.

Tal Graphic Novel conduz o leitor por um contexto real, introduzindo uma história ficcional, com um primor formidável (rola fácil de querer defender e entender como Magneto se tornou o que é, mas não podemos negar que ele praticamente é um terrorista que prega o que os nazistas pregaram, o domínio de uma raça “superior”), escancarando o sistema nazista de forma impactante e nervosa, pois não mascara os acontecimentos que possam ter realmente ocorrido e tudo segue em um ritmo frenético em certos momentos.

Não há exagero, e os autores trabalham de forma fantástica o enredo para deixa-lo bem verossímil (antes de se tornar Magneto, existia apenas um rapaz chamado Max Eisenhardt, que desconhecia suas capacidades e poderes, mas que, em alguns momentos, e posso citar 3, notamos que ele é quem é: Ao arremessar o dardo mais longe que os outros garotos, desviar algumas balas durante o fuzilamento e encontrar ouro para subornar guardas), não evidenciando Magneto com todos seus poderes, mas contando a história de judeus sendo menosprezados e condenados à morte por simplesmente serem quem são.

O caos que atribulava a vida de quem não era alemão e o conceito de superioridade desleal, injusta e imposta, são fios condutores dessa genial HQ. Que serve muito para apresentar a história ainda não contada de Magneto, mas que transcende a isso. Tudo foi muito bem conduzido, o argumento está perfeito e as ilustrações declaram como todas as ações são fortes e como as pessoas podem ser frágeis quando existe um poder pernicioso subjugando a tudo e à todos.

Postado em: Quadrinhos
Tags: , , , ,

Nenhum comentário em “Terça De Quadrinhos – Magneto: Testamento”


 

Comentar